PUBLICIDADE  
 
 
 
 
HOME WHO IS? / QUEM É? LIVROS TRABALHOS DE BRESSER OUTROS AUTORES NOVO DESENVOLVIMENTISMO
BONS FILMES QUE VI BONS ARTIGOS QUE LI AÇÕES / MINISTÉRIOS REFORMA GERENCIAL DO ESTADO FALE CONOSCO
 
  Tipos de trabalhos  
 

Livros
Livros na íntegra
Papers
Pequenos textos, prefácios, etc.
Apresentações / Slides
Artigos de jornal & Entrevistas
Documentos & Relatórios
Cartas
Programas / Syllabus
Vídeos e Áudios

Other Languages

Works in English (except weekly columns)
Weekly Columns
Oeuvres en Français
Trabajos en Español

Temas selecionados

Método científico
História intelectual
Perfis individuais


Textos Básicos

Teoria social - textos básicos
Teoria política - textos básicos
Teoria econômica - Textos básicos
Brasil: textos básicos


Novo Desenvolvimentismo

Teoria econômica novo-desenvolvimentista
Economia política novo-desenvolvimentista
Críticas e contribuições ao novo-desenvolvimentismo
Outros textos sobre o desenvolvimentismo


Teoria Social

Capitalismo e modernidade
Classes e tecnoburocracia
Revolução Capitalista e ...
Revoluções, Revoltas e Movimentos
Globalização
Organização administração
Estatismo e URSS


Teoria Política

Teoria do Estado
Sociedade civil
Republicanismo e direitos de cidadania
Teoria da Democracia
Ciclos do Estado
Populismo político e econômico
Reforma Gerencial do Estado (Teoria)
Reforma Gerencial do Estado de 1995
Nação e nacionalismo
Social democracia e esquerda
Neoliberalismo e globalismo


Brasil - Sociedade e Política

Interpretações do Brasil
Pactos políticos e coalizões de classes
Democracia: transição e consolidação-BR
História intelectual
Teoria da Dependência
Política Externa - BR
Burocracia pública
Empresários e administradores
Reformas econômicas e políticas
Reforma da universidade


Economia

Crítica da teoria neoclássica
Desenvolvimento e Distribuição
Desenvolvimento econômico
Teoria macroeconômica
Política e Economia
Macroeconomia estruturalista do desenvolvimento
Câmbio e poupança externa
Câmbio e Doença Holandesa
Câmbio e crescimento
Crises econômico-financeiras
Dívida externa
Investimentos e taxa de lucro
Inflação
Inflação inercial
Comércio e integração


Brasil - Economia

Desenvolvimento econômico - Br
Macroeconomia do Brasil
Política e Teoria econômica - Br
Desindustrialização - Br
Crise fiscal do Estado
Planos de estabilização
Plano Bresser


Conjuntura

Br.: Conjuntura Política
Br.: Conjuntura Econômica


Outros Países

América Latina
Argentina
Estados Unidos
Europa

Quem é/Who is

A guide to my work
Currículos / CVs / Biografia
Short biographies
Trabalhos autobiográficos
Sobre Bresser-Pereira

Outros autores

Bons artigos que li recentemente
Sobre a Reforma Gerencial
Sobre o Desenvolvimentismo
Cursos
Debate sobre "Crescimento com Estabilidade"

Ações / Ministérios

MARE - Reforma do Estado
Ministério da Fazenda
Plano Bresser
MCT Ministério da Ciência & Tecnologia
Fundação Getulio Vargas, São Paulo


Cinema

Críticas de Cinema


Mundo

Relações internacionais
Economia mundial
Crise global de 2008

Reforma Gerencial do Estado




Documentos sobre a Reforma

Plano Diretor e Emenda Constitucional
Outras leis e documentos básicos
Leis sobre Organizações Sociais
Cadernos MARE
América Latina: Declaração de Madri (Clad)


Trabalhos sobre a Reforma

Trabalhos de Bresser-Pereira
Bresser-Pereira - Works in English
Trabalhos de Terceiros
Organizações Sociais
Agências Executivas e Reguladoras
Recursos Humanos
Trabalhos sobre Direito Administrativo
Gestão da Saúde
Gestão da Educação
Implementação Nível Federal
Implementação São Paulo
Implementação Minas Gerais
Implementação Outros Estados
Bibliografia da Reforma da Gestão Pública
 
 
 

 

As três formas de desvalorização cambial

Luiz Carlos Bresser-Pereira
Revista de Economia Política 17(1) janeiro 1997: 143-146.


An disguised critique of exchange rate policy in Brazil after the Real Plan. When the exchange rate is overvalued and the trade balance is negative, there are three forms of devaluating the local currency: direct devaluation, fiscal adjustement, and increase of productivity at a higher rate than the competitors. The three forms involve a change in relative prices, with the reduction of the prices of nontradables in relation to tradables, and, so, a relative reduction of real wages. Productivity increase is a first best, since it does not entail real wage reduction, fiscal adjustment is a second best, since it is anayway necessary and does not contain the risk of inflation. Given this risk, direct devaluation is a third best. Yet, since it is impossible to control productivity increase in the competing economies, and since fiscal adjustment leads to devaluation only indirectly as it reduces the demand for non-tradables, quite often policymakers resort to the third best alternative.

 

 

 

© Direitos Autorais Bresser-Pereira
São Paulo - SP | ceciliaheise46@gmail.com

 

Desenvolvido pela E-Xis | www.e-xis.com.br