The Political Construction of Brazil

2017. An encompassing analysis of Brazil’s society, economy and politics since the Independence. A national-dependent interpretation. Three historical cycles of the relation state-society: State and Territorial Integration Cycle (1822-1929), Nation and Development Cycle (1930-1977) and Democracy and Social Justice Cycle (1977-2010). Crisis since then. (Book: Lynne Rienner Publishers)

Mais informações

Macroeconomia Desenvolvimentista

2016. With José Luis Oreiro e Nelson Marconi. Our more complete analysis of Developmental Macroeconomics – the central economic theory within New Developmentalism. (book)

Mais informações

Gestão da Saúde


Documentos 1 a 8 de 8



Novos modelos de gestão pública da saúde

Renilson de Souza (2017) OSS são mais eficazes, mas maioria dos entes públicos que celebram contratos de gestão não sabe o que está fazendo.



Parceria de gestão

Luiz Arnaldo Cunha Jr. (2013) Atuação federativa das Organizações Sociais de Saúde pode gerar ganhos de escala e reduzir custos dos serviços de saúde.



O mal-estar com a política pública de saúde no Brasil

Nilson do Rosário Costa (2013) As características do desembolso direto na saúde refletem a ambiguidade das decisões no setor.



Limite das PPPs na saúde

Januário Montone (2011) Adotamos a concessão parcial, limitada aos serviços não clínicos, hoje já terceirizados a execução de todos os serviços clínicos será do setor público. Folha de S.Paulo, 24.03.11



O colapso anunciado do sistema de saúde

José Reinaldo Nogueira de Oliveira Jr., 2009. Um sistema universalizado e gratuito de saúde pública tem duas características principais: é democrático e justo com os cidadãos, mas exige fontes de recursos crescentes para funcionar. (O Estado de S.Paulo)



Mais organizações sociais

2009. Novo modelo permite OSs em serviços já existentes, autoriza complementação salarial de servidores e libera acordo com fundação (Folha de S.Paulo)



Mejorando el desempeño del sector salud en Brasil: comparación entre distintos modelos de hospitales

2007. Jeffrey Rinne. A finales de los noventa el gobierno de São Paulo adoptó un nuevo modelo de gestión para administar un grupo de hospitales públicos del estado. El modelo, llamado OSS (Organizaciones Sociales en Salud), fue creado por estatuto para hacer posible una sociedad formal entre el estado y organizaciones sin fines de lucro del sector privado.



A Reforma Administrativa do Sistema de Saúde

1995. My first article proposing an adapted version of the purchaser-provider split model to reorganize the SUS. Eventually it resulted into Nob (Norma Operacional Básica) 96 that reorganized SUS (Brazilian universal health-care system) according to a managerial approach. (Lecture in CLAD meeting in Buenos Aires in Ju).




Fale conosco: ceciliaheise46@gmail.com