A resposta chinesa à guerra comercial

Tatiana Prazeres

Folha de S.Paulo, 29.10.2020


Como num jogo de weiqi, China busca vantagem relativa em vez da confrontação.



Fale conosco: ceciliaheise46@gmail.com