The Political Construction of Brazil

2017. An encompassing analysis of Brazil’s society, economy and politics since the Independence. A national-dependent interpretation. Three historical cycles of the relation state-society: State and Territorial Integration Cycle (1822-1929), Nation and Development Cycle (1930-1977) and Democracy and Social Justice Cycle (1977-2010). Crisis since then. (Book: Lynne Rienner Publishers)

Mais informações

Macroeconomia Desenvolvimentista

2016. With José Luis Oreiro e Nelson Marconi. Our more complete analysis of Developmental Macroeconomics – the central economic theory within New Developmentalism. (book)

Mais informações

Uma tristeza

Luiz Carlos Bresser-Pereira

Nota no Facebook, 5.6.2017.

O impeachment de Dilma foi “justificado” formalmente por irregularidades menores (as pedaladas), e, informalmente, pelos protestos nas ruas, comandados por organizações de direita, contra a corrupção na qual se envolvera o PT (não ela). O impeachment foi pedido por Aécio Neves no dia seguinte à derrota eleitoral, e agora pesam sobre ele acusações muito mais graves. O golpe patrocinado por políticos oportunistas do PMDB só se consumou graças ao apoio liberalismo financeiro-rentista representado politicamente pelo o PSDB, não obstante o PT não tenha realmente ameaçado sua hegemonia, que data da eleição de Collor em 1990.
Agora está claro que Temer está também profundamente envolvido na corrupção. Seu elogio a Rodrigo Rocha Loures Filho, dizendo que ele é uma boa pessoa e não delatará, é uma confissão. Hoje começa seu julgamento pelo TSE. A questão é saber se a chapa Dilma-Temer se beneficiou de dinheiro sujo. Não há dúvida que isto ocorreu. Não resta aos juízes do TSE alternativa senão julgar ilegal sua eleição e a de Dilma.
Cassado ou não Temer, o Brasil, cujo PIB per capita caiu 11% desde o início da recessão, continuará em crise econômica, política e moral, sob o comando de empresários corruptores, como os da Odebrecht e da JBS, e de políticos corruptos como Aécio e Temer, e com o apoio da coalizão de classes liberal, financeiro-rentista, que domina o Brasil desde 1990. Uma tristeza.


  


Fale conosco: ceciliaheise46@gmail.com