O governo Collor e a modernidade em tempos incertos

Luiz Carlos Bresser-Pereira

Novos Estudos CEBRAP n.29, março 1991: 3-9. In Maurício Dias David, org. Economia e Política da Crise Brasileira. Rio de Janeiro: Rio Fundo Editora, 1991.


Resumo. As eleições de 1990 não representaram nem uma vitória nem uma derrota para Collor. Nestas eleições os problemas ideológicos ficaram em segundo plano. Continua, entretanto, sendo fundamental situar Collor e seu governo no plano ideológico. Collor não é um neoliberal como geralmente se afirma. É representante de uma direita moderna. Para chegar a essa conclusão o trabalho define o neoliberalismo, o distingue da direita moderna existente no Brasil e da direita arcaica, além de fazer também a distinção entre a esquerda moderna e a arcaica. Em meados dos anos 80 a transição democrática ocorreu no Brasil da direita arcaica para a esquerda arcaica. A partir de 1987 Sarney rompe com a esquerda arcaica e se alia à direita arcaica. A modernidade política manifesta-se na eleição de Collor, que, entretanto, governa em tempos de incerteza, nada garantindo que terá êxito em sua missão.

 


Fale conosco: ceciliaheise46@gmail.com